Unidade do CIOPAER Auxilia Transporte de Órgãos Doados no Tocantins Pela Segunda Vez em uma Semana

Data do post: 23/09/2018 08:34:25 - Visualizações: (248)    Imprimir

Promover e garantir a vida. Sempre e em qualquer lugar. Com essa proposta, a unidade do Centro Integrado de Operações Aéreas – CIOPAER, ligada à Secretaria de Estado da Segurança Pública, contribuiu pela segunda vez, em menos de uma semana, para o transporte de órgãos coletados no Hospital Geral de Palmas (HGP). 

SSP-TOA transferência da unidade hospitalar até o aeroporto de Palmas durou pouco mais de três minutos. Este é o quarto procedimento realizado no HGP, sendo o primeiro com um paciente infantil que teve morte encefálica registrada.

De acordo com o secretário de estado da Segurança Pública (SSP), Fernando Ubaldo, a parceria com as demais secretarias em ações que necessitem do CIOPAER reflete a sinergia entre pastas em prol do povo tocantinense. “Ficamos orgulhosos em contribuir novamente com o transporte de órgãos doados aqui no Tocantins. Estaremos sempre disponíveis em todas ações semelhantes de promoção da vida”, afirmou. Para o secretário de estado da Saúde, Renato Jaime, a parceria com a SSP garante a celeridade no transporte dos órgãos doados. “É um trabalho de parceria. Estamos todos empenhados em garantir que os órgãos doados cheguem o quanto antes a quem precisa”, afirmou.

Solidariedade

O casal de funcionários públicos Odimar Rodrigues de Brito e Adriana Rocha Silva Rodrigues tomou uma decisão importante e de extrema solidariedade no início da tarde desta sexta-feira, 21.

Depois de uma semana de acompanhamento, a filha de nove anos, teve morte encefálica registrada no HGP. Após sofrer um afogamento e permanecer por quase uma semana em coma, a vida da menina chegou ao fim, mas vai ajudar a salvar a vida de cinco pessoas dos estados de Rio de Janeiro e São Paulo, que vão receber rins e fígado. As córneas, também retiradas, vão permanecer no HGP e serão transplantadas a dois pacientes do Estado.

Para a mãe, a técnica de enfermagem Adriana Rocha, a decisão de doar os órgãos da filha partiu do esposo que é servidor estadual. “Eu confesso que não pensava nisso, mas ele tomou a decisão e aos poucos eu fui aceitando. Mesmo estando triste pela morte da nossa filha, sabemos que a nossa atitude vai ajudar outras famílias”, afirmou.

Para o pai, o gesto de desprendimento é também a esperança da garantia da vida. Temos a certeza de que a vida da nossa filha vai continuar em outras pessoas e isso é muito importante, principalmente neste momento de dor”, afirmou.

Fonte: Wherbert Araújo/Governo do Tocantins

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Em Luzinópolis, Vereadores Anulam Eleição Recente Para Eleger Outro Presidente

Foto da notícia

Data: 14/12/2018 04:23:03 - Visualizações: 1182

Notícias Relacionadas

14/12/2018
Deputados Prestigiam Posse do Procurador-geral de Justiça no MPE

14/12/2018
Polícia Civil Conclui Investigação e Indicia Suspeito Por Homicídio Qualificado

14/12/2018
Justiça Condena Homem a 14 Anos de Prisão Por Roubo a Loja na Capital

14/12/2018
Luana Solicita ao Governo Convocação dos Candidatos Aprovados no Concurso da Defesa Social

14/12/2018
CGJUS Apresenta Resultados do Projeto de Mapeamento Psicossocial

14/12/2018
Polícia Civil Prende Mãe e Filho Suspeitos de Praticar Crimes Diversos

Todas as Notícias