Há Quase Um Mês Sem Aulas por Falta de Transporte, Alunos da Zona Rural de Maurilândia São Despachados Por Mais Dois Meses

Data do post: 10/04/2019 15:54:09 - Visualizações: (2257)    Imprimir

Depois de passar quase 30 dias sem enviar o transporte escolar com a desculpa "de esperar as chuvas passarem", prefeita manda ônibus que atola e quase tomba na estrada vicinal que dá acesso á Assentamento do município.

Foto Divulgação WhatsappOs mais afetados são do Assentamento P.A. Cocal cuja maioria dos alunos estão sem aula por falta de transporte escolar a quase um mês, já que a prefeitura não estava mandando o ônibus ir buscá-los e quando o fez como nesta ultima terça feira (09), o ônibus quase tombou na estrada vicinal sem manutenção.

Foto Divulgação WhatsappA prefeita de Maurilândia do Tocantins Leoneide Conceição Sobreira vem demonstrando neste seu segundo mandato que aparentemente perdeu as chamadas "rédeas" da prefeitura que comanda.

Primeiro são as investigações do Ministério Público que buscam esclarecer quem realmente estão fazendo algumas obras que nunca terminam no município, agora é um problema mais grave ainda, a quase que exclusão de mais de vinte alunos do calendário escolar por falta de transporte.

Os munícipes agora tem uma nova arma para reclamar, estão usando as redes sociais para gravar vídeos e áudios dando voz às reclamações que não param de circular principalmente nos grupos do aplicativo whatsapp.

A redação do Tocnoticias recebeu alguns vídeos ainda no início deste mês de Abril, feitos pelos moradores do Assentamento P.A. Cocal que mostravam a situação em que eles se encontravam e ainda se encontram até hoje, já que a prefeitura não tomou nenhuma providência se quer.

Segundo informações dos moradores, o P.A. Cocal possui 66 lotes com pelo menos uma ou duas famílias em cada com muitas crianças, e este  lotes são distantes um do outro.

Foto Divulgação Whatsapp"Algumas crianças estão assistindo aulas porque os pais mandaram pra cidade, para ficarem nas casas dos parentes, muitos também abandonaram suas casas e foram pra cidade sem ter como se alimentar pois o sustento é tirado da roça". Reclamou um morador.

No inverno parte da estrada para o assentamento fica totalmente alagada e intransitável para veículos que não sejam traçados, e como a prefeita Leoneide e sua equipe estão no poder a quase  7 anos, não há justificativa plausível que explique tal situação, pois com caçamba, retroescavadeira, tratores e demais maquinários que a gestão recebeu tanto do Governo Federal com também de emendas parlamentares e do Estado, não tem o que se fazer a não ser reclamar da inércia desta gestão que a cada dia que passa vem deixando muito a desejar.

Deste mesmo P.A. Cocal uma moradora relatou que a prefeita esteve sentada na casa dela na época da eleição de 2016, falando que tinha R$ 1.500.000,00 (Um milhão e quinhentos mil reais) pra fazer a estrada do assentamento, convencendo os assentados a votar nela, e assim reelegê-la.

Em um dos áudios a reclamante citou que a prefeita foi procurada por alguns moradores mais a mesma simplesmente disse que não lhes devia nada, pois se votaram nela fizeram foi vender o voto.

"Aonde tá indo o dinheiro de trabalhar no município? Na política passada, nessa política que passou dela, ela sentou aqui na minha casa e disse tinha um milhão e meio pra fazer essa estrada aqui, fazer poço, fazer não sei o quê mais e nunca saiu, e o que ela veio jogar na cara das pessoas a agora é que as pessoas que votam nela é por dinheiro, então, o que ela fez foi comprar o voto das pessoas porque fica jogando na cara, aí nós estamos aqui padecendo. Carro nem entra e nem sai aqui, as vezes quando a gente sai daqui é por dentro d´água nadando, pra ir na rua. A gente fica muito preocupada, eu tô muito preocupada aqui, porque a gente fica imaginando se chegar a adoecer uma pessoa aqui como é que tira daqui". Reclamou desabafou a moradora que pediu que não divulgássemos seu nome. (Acompanhe a denuncia no vídeo abaixo)

Outros vídeos que também foram enviados a grupos do whatsapp mostra moradores mostrando a péssima e calamitosa situação da estrada que liga a cidade ao Assentamento P.A. cocal, um trecho de apenas 14km, no qual dois, ficam praticamente inundados por falta de implantação de bueiros para evitar os transtornos.

(Assista os vídeos logo abaixo)

Fonte: Redação do Tocnoticias

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Maior Evento Gastronômico Itinerante do País, Festival Food Truck na Estrada Chega em Porto Franco (MA)

Foto da notícia

Data: 17/06/2019 22:36:03 - Visualizações: 385

Notícias Relacionadas

18/06/2019
Mais Cinco Policiais Militares do 2º BPM Recebem Título de Cidadão Araguainense Pela Câmara Municipal de Araguaína

18/06/2019
Em São Miguel, PM Prende Genro e Sogro Acusados de Porte Ilegal de Arma de Fogo

18/06/2019
Casal é Preso Pela PM Acusado de Roubo em Propriedade Rural e Receptação

17/06/2019
9º Batalhão da PM Realiza Operação Integrada Denominada “Bico do Papagaio”, em Augustinópolis e Carrasco Bonito

14/06/2019
Motociclista Deixa Cair Mochila Suspeita de Conter Artefato Explosivo, a Polícia Militar Neutralizou a Ameaça e Constatou Não Ter Explosivos

12/06/2019
Polícia Militar Prende Homem Por Furto e Mulher Por Receptação em Wanderlândia

Todas as Notícias