TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

Kátia Abreu Questiona Ministro Paulo Guedes Sobre Alternativas Para Enfrentar Crise Econômica

Data do post: 15/05/2019 19:08:14 - Visualizações: (317)

Guedes admitiu a necessidade de rever a dedução de educação e saúde no Imposto de Renda.

Ascom/ Kátia AbreuEm audiência na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional nesta terça-feira (14), a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) questionou o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre as alternativas para superar a crise econômica além da reforma da previdência. A parlamentar falou sobre a necessidade de correção da tabela do Imposto de Renda e reforçou a importância de uma reforma tributária.

“Deixar de corrigir a tabela do Imposto de Renda é aumentar os impostos para a população brasileira”, disse Kátia. O ministro concordou com a posição da senadora dizendo que “toda vez que não se atualiza a tabela, aumentam os impostos”.

Kátia Abreu também alertou para a urgência em se rever as deduções (descontos) na declaração do IR em gastos com saúde e educação.

“O senhor não acha que a dedução com saúde e educação no Imposto de Renda é socialmente injusta? Nós gastamos no ano passado R$ 108 bilhões com toda a rede SUS, com as pessoas mais pobres. E aqueles que estudam em escola privada, consultam-se nos melhores hospitais tiveram dedução de R$ 20 bilhões. Não conheço esse mecanismo em nenhum lugar do mundo”, disse.

Comércio exterior

Kátia Abreu lembrou que o Brasil é um dos países mais fechados do mundo em termos de comércio exterior. "O fluxo exterior atualmente representa 25% do PIB, quando, na avaliação da senadora, deveria estar em pelo menos 40%. Essa única mudança representaria aumento anual do PIB em pelo menos 1%", disse.

“Como representante da agropecuária, fico angustiada por ainda não ter visto um planejamento por parte do Itamaraty e do Ministério da Economia para chegarmos a 40% das nossas transações comerciais”, criticou.

Fonte: Ascom/ Kátia Abreu

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.