TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

Setas Discute com Municípios da Região Central Implantação do Programa Família Acolhedora

Data do post: 13/06/2019 17:23:05 - Visualizações: (316)

O programa organiza o acolhimento de crianças e adolescentes em situação de medida protetiva por famílias previamente cadastradas.

Setas-TOIntegrantes da Gerência de Proteção Especial da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) estão nesta quinta, 13, em Paraíso do Tocantins, região central do Estado, para discutir com prefeitos, secretários municipais de assistência social e técnicos da área a regionalização do serviço de acolhimento.

Sobre o encontro, o prefeito de Abreulândia, Marivaldo Dias, considerou muito importante a iniciativa e disse estar à disposição para contribuir com a concretização da disponibilização destes serviços. “Essa parceria do Governo do Estado com os municípios é muito importante, especialmente para oferecer um serviço tão relevante, que é o acolhimento”, destacou o gestor.

Também presente no encontro, a secretária municipal de assistência social de Caseara, Evanda Marinho, considerou ser de grande relevância a implantação deste tipo de serviço. “Nós, municípios de pequeno porte, não temos abrigo para essas crianças e a implantação desse serviço em um município-sede, com localização estratégica, vai facilitar bastante”, destaca a secretária.

Regionalização

Recentemente, a Setas iniciou uma série de visitas aos municípios tocantinenses a fim de realizar cooperação técnica para implantação de Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e serviços de acolhimentos regionalizados. O cronograma de visitas engloba nove regionais. São elas: Taguatinga, Dianópolis, Paraíso do Tocantins, Gurupi, Porto Nacional, Axixá, Xambioá, Wanderlândia e Pedro Afonso.

Família Acolhedora

É um serviço que organiza o acolhimento de crianças e adolescentes afastados da família por medida de proteção em residência de famílias acolhedoras cadastradas. O acolhimento é previsto até que seja possível o retorno à família de origem ou, na sua impossibilidade, o encaminhamento para adoção. O serviço é o responsável por selecionar, capacitar, cadastrar e acompanhar as famílias acolhedoras, bem como realizar o acompanhamento da criança ou adolescente acolhido e sua família de origem. 

Para garantir o êxito do programa existe um trabalho social essencial que envolve, dentre outras coisas, seleção, preparação, mobilização e fortalecimento do convívio e de redes sociais de apoio, além da articulação interinstitucional com demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos.

Fonte: Setas-TO

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.