Tocantinópolis - TO
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter
Linha

Mulher é Presa Pela Polícia Militar Por falsidade Ideológica Em Araguaína

Data do post: 23/06/2022 10:20:33 Imprimir -  Compartilhar

PM TOA suspeita assumiu que tentou fazer um empréstimo bancário com documentos falsos.

A Polícia Militar prendeu uma mulher de 55 anos que tentou, utilizando documento falso, realizar um empréstimo em uma agência Bancária. A prisão aconteceu no Setor Central em Araguaína, norte do Estado. 

Durante patrulhamento, a equipe do 2°Batalhão (2°BPM) foi acionada e informada que uma agência bancária teria atendido uma mulher  que havia tentado contratar um empréstimo em nome de uma cliente. Ao ser questionada  a numeração do documento de Registro Geral (RG) apresentado pela suspeita, com o espelho dos documentos da cliente, foi constatado indício de fraude, isso porque o RG cadastrado na agência teria sido emitido no ano de 2016 pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão e o RG apresentado pela suspeita teria sido emitido no ano de 2020, pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Tocantins. Houve também divergência com relação as fotos dos documentos, por se tratar de pessoas diferentes.

Ao realizar consulta no sistema, os policiais constataram que a suposta autora havia respondido pelos crimes de furto e estelionato. A suspeita assumiu a autoria da ação criminosa e alegou que era a primeira vez que tentava fazer empréstimo em agência bancária se passando por outra pessoa.

Diante dos fatos, a suspeita, juntamente com o documento de Registro Geral falsificado, foi conduzida e apresentada à Delegacia da Polícia Civil de Araguaína para os procedimentos legais.

Fonte: PM TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.